A produção de madeira que preserva a matéria-prima para gerações futuras!

Manejo Florestal Sustentável é a técnica mais eficiente de administração das florestas, um sistema capaz de gerar benefícios ambientais, econômicos e sociais. Feito somente com matéria-prima legal, considera, em primeiro lugar, a sustentação do próprio ecossistema para criar um maior equilíbrio entre a natureza, a matéria-prima e as comunidades. 

Projeto Aflora



É um trabalho que vai além da questão da preservação ambiental, ele envolve a comunidade e o desenvolvimento do município para o futuro!

Com o Manejo Sustentável nasce o PROJETO AFLORA. Instalado no Estado do Pará, estabelece uma parceria entre Empresa e Comunidade e conta com o apoio da EMBRAPA, UFRA (Universidade Federal Rural da Amazônia), Ideflor (instituto estadual de desenvolvimento florestal), além da Secretaria estadual de Desenvolvimento e Produção. O programa é constantemente fiscalizado pela SEMA (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará) e garante que em todo este período de trabalho  irá seguir o mesmo padrão, ou seja, definir em conjunto com a comunidade as áreas a serem manejadas. De cada espécie selecionada para corte, são abatidas apenas 4 árvores por hectare.

Da área total estabelecida para este Plano de Manejo, a legislação permite uma abertura de infraestrutura de 5%. Também estabelece várias técnicas para minimização dos impactos, como um limite de número de árvores a serem exploradas e, até mesmo, o uso das técnicas mais adequadas para a retirada e transporte da madeira. Tudo para que o impacto dentro da floresta seja imperceptível. Para se ter uma ideia, das espécies selecionadas para corte na área de exploração da UPA, só podem ser abatidas o total máximo de 30 m³ por hectare do volume das árvores, o que corresponde em média a apenas 4 árvores por hectare de cada espécie.  Ou seja, nunca uma espécie é extinta da área, há sempre remanescentes. O projeto ainda fomenta uma atividade econômica extra, comprando das famílias da região a produção de mudas de peças nativas para o replantio, nos batedores e estradas secundárias, usadas na extração florestal do ano anterior. A parceria econômica, destina parte da lucratividade para a comunidade e parte para a empresa. A Benevides ainda garante que 5% seja destinada a projetos de desenvolvimento econômico e de infraestrutura direta a comunidade local.
 


 

Nossa Marca

A marca Aflora expressa o potencial das iniciativas de produção da comunidade. Simboliza o nascimento de programas de capacitação para o desenvolvimento de uma produção voltada para geração de renda, a manutenção de centenas de famílias e a sustentabilidade.
A ideia do conjunto visual está centrada no crescimento e na preservação, com as duas tonalidades de verde harmonizando as formas. Em evidência, o desenho em espiral, uma digital verde que representando a força da personalidade de cada indivíduo para que o projeto se solidifique e cresça sempre mais.
  
GURUPÁ
Dados da Região 
Área total do município: 8.540,1 km²
Área de ARQMIG: 83.437,187 hectares
Área do Manejo: 83.437,187 hectares
Dados Demográficos : 11 comunidades , 578 famílias

O Projeto Aflora Gurupá engloba 11 comunidades, totalizando mais de 578 famílias que recebem oficinas, palestras, orientações sobre como aproveitar melhor a terra e reuniões que incentivam as práticas de sustentabilidade. Assim, com intercâmbio e apoio da população local, a Benevides Madeira estabelece novos patamares para extração de madeira e preservação da floresta com a adoção do Manejo Sustentável.

A comunidade recebeu uma série de benefícios como água encanada, poço artesiano, energia elétrica, escolas, reforma no prédio da igreja, posto de saúde e até uma ambulancha com maca e oxigênio. A construção de estradas foi outra obra de vital importância. Foram feitas estradas que totalizam mais de  300 km. Com elas a população ganhou acesso para cidade e outras comunidades, o que antes só era possível pelo rio, podendo agora escoar sua produção, receber mercadorias e ampliar seu intercâmbio para o desenvolvimento econômico de toda a região.

O projeto já construiu mais de 50 fornos de farinha e uma fábrica moderna para a produção. Outra vantagem para a comunidade foi a implantação de uma plantação de cacau. O projeto foi desenvolvido e orientado pela Benevides Madeira, com assistência de 2 anos, e já plantou 70.000 pés do produto. Atuando já há 08 anos com o Projeto Aflora, a empresa quebrou paradigmas e concretizou uma realidade: